sexta-feira, 17 de julho de 2015

(Resenha #10): São Bernardo de Graciliano Ramos

            Olá, faz muito tempo que eu não posto resenhas de livros, portanto hoje será um dia especial, com 2 resenhas de livros, uma agora e outra não sei que horário. Então vamos às informações.

Informações
Título: São Bernardo
Autor: Graciliano Ramos
Editora: Record
Nº de Capítulos: 36
Nº de Páginas: 191

Resumo (sem spoilers)
         O livro conta a história de Paulo Honório que queria escrever um livro, e para isso conta com a ajuda de alguns amigos, mas o negócio não dá certo e ele o abandona. Até que um dia ele vê a
propriedade São Bernardo e quer ter a posse dela, pois via-se no direito de tê-la porque trabalhou, e porque seu antigo patrão morreu e seu herdeiro estava acabando com a propriedade. O atual dono era Luis Padilha que não abria mão da propriedade e muito menos a defendia do vizinho que sempre roubava um pedaço dela, então Paulo se fez amigo de Padilha e lhe emprestou uma quantia considerável de dinheiro que o mesmo não conseguiu lhe pagar. E como não tinha como pagar teve de lhe vender a propriedade.
        Paulo fez a propriedade prosperar e muito, principalmente depois da morte do Mendonça (o vizinho que sempre roubava um pedaço de terra ). Paulo agora tinha tudo, ou quase tudo lhe faltava uma companhia feminina, ele sabia disso, mas ele só se preocupava com isso porque queria ter herdeiros, para quando ele morrer seu filho cuidar de São Bernard que era o fruto do seu trabalho e esforço.




Crítica (sem Spoilers)
        Na verdade não sei o por quê muitas pessoas não gostam dos clássicos, eu pessoalmente amo-os. Best-seller. Esse livro tem tudo o que um best-seller pode proporcionar e mais, pois além de ser uma leitura suave (minha opinião) também é pedido nos vestibulares, então pense comigo, que fantástico é você ler um livro porque gosta e ao mesmo tempo ele te ajudar em alguma forma.
Esse foi o primeiro livro que li de Graciliano Ramos e confesso que quando comecei a leitura, ela era um pouquinho complicada, mas ao longo da história parecia que eu estava lendo um
        Quando eu fui ler esse livro, estava com um pouco o pé atrás, porque alguém falou que ele não era bom, eu como já tinha comprado o livro, não iria descartar e além do mais, ninguém tem o mesmo gosto que ninguém, eu poderia gostar do livro, portanto comecei a leitura e não me arrependi. Então se você precisa ler esse livro, não se preocupe, pois somente os dois primeiros capítulos podem ser considerados difíceis, Mas sem querer estragar a leitura de você, devo dizer que o final é decepcionante, não porque a escrita é ruim e sim porque o final é triste.