sábado, 31 de outubro de 2015

(Resenha #16) Infância de Graciliano Ramos

   Olá leitores. Como sempre, eu tenho o costume de trazer clássicos resenhados, e hoje, vamos falar um pouco sobre um livro que me chamou a atenção por causa do titulo.

Informações:
Título:
Infância
Autor: Graciliano Ramos
Editora: Folha de São Paulo
Nº de páginas: 221
Nº de Capítulos: 39 (estando divididos por subtítulos)

   Resumo: 

     O livro vai contar um pouco da infância de Graciliano Ramos que nesse tempo viveu em Alagoas e Pernambuco. Aqui se destacará fatos que provavelmente muitos de nós nem sonharia em passar, principalmente porque foi muito triste a infância dele, a mesma foi cheia de violência familiar, seca e algo que eu notei muita pressão, além de uma parte da infância dele ele ter ficado cego por um bom tempo. Mas antes de essa cegueira ter chegado em sua vida, seu pai quer que ele aprenda a ler e para isso o manda à escola, nos primeiros momentos de escola ele vai por ir, ele não tem interesse na leitura, ele está indo é por obrigação, até sujo e encardido ele vai, mas um dia uma professora o incentiva a se banhar para ir a escola, e a partir daquele dia ele nunca mais foi sujo outra vez. Vocês podem estar se perguntando: ele aprende a ler? A resposta é sim, mas como isso acontece é algo que você tem que ler e acompanhar passo a passo esse progresso em sua vida.


     Crítica:
      Esse livro eu consigo separar ele em 3 etapas, a primeira: eu li com algum entusiasmo, mas nada a cima da média; a segunda: parte mais parada do livro, eu li mais devagar que uma lesma; a terceira e ultima: parte mais interessante da história, a leitura voou.
     Essa história é daquelas que você tem que insistir na leitura, o texto vai ficar chato/repetitivo? Vai, mas se você insistir valerá a pena. E uma curiosidade, é que esse livro tem uma intertextualidade com outro livro do mesmo autor, há uma parte da história em que o protagonista passa pela fazenda de São Bernardo. Aqui está a resenha de São Bernardo. Eu gostei desse livro, principalmente por causa do final, porque a metade do livro foi uma decepção de tão chato e parado, mas a leitura compensa, portanto fica a dica dessa leitura, até mais, beijos. 

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

(Resenha #15): Os Miseráveis de Victor Hugo (Versão Adaptada)

    Olá queridos leitores, nosso segundo post de hoje, é sobre um livro que eu tenho orgulho de falar que o li em 4 horas no máximo, claro que é uma adaptação, afinal não encontrei o original em um preço acessível, mas vamos ao Resumo do livro.

Informações
Título:
Os Miseráveis
Autor: Victor Hugo
Adaptação: Walcyr Carrasco
Editora: Moderna
Nº de Páginas: 207
Nº de Capítulos: 21

Resumo:
       O livro conta a história da vida de Jean Valjean, que foi um forçado das galés por 19 anos, tudo isso só por ter roubado um pão para alimentar sua irmã viúva e seus 7 sobrinhos, mas após ser preso nunca mais teve notícias deles, e quando Jean Valjean é solto, recebe uma quantia miserável de dinheiro pelo seu trabalho.
       Em uma noite fria ele entra em uma estalagem e de lá é mandado embora por ser um ex-forçado e em seu documento dizer que ele é super perigoso, e a mesma coisa ocorre em todos os lugares em que passa, até encontrar uma senhora que lhe indica a casa do bisco, afirmando que ele o ajudaria, e chegando lá ele é bem recebido, o que o deixo muito perplexo. Mas durante a noite ele rouba a prataria do bisco e foge, e só pela manhã o bispo sente falta das suas pratarias mas não se alarma e continua seu dia. Até que a polícia chega com Jean Valjean e diz ao bisco que o ex-forçado estava com aquela prataria e alegava ter ganho dele, ao invés de desmentir, ele afirma e até busca outras duas pratarias que ele havia esquecido de levar.
      Por causa desse ato de compaixão e bondade, Jean Valjean se transformou completamente, mas mesmo assim, coisas muito ruins lhe aguardavam.

     Crítica:
           Eu sei que é somente uma adaptação, mas mesmo assim esse livro virou um dos meus favoritos. E o mais incrível do livro é que em sua volta há explicações da época em que aquelas ações estavam sendo feitas.

        A história é fascinante, a crítica sobre a sociedade da época é muito forte, não só a sociedade da época, como também podemos trazer essa história para a sociedade atual. Ou negará a semelhança entre Jean Valjean (no começo de sua vida, quando ele era bondoso, que foi a época antes de ele ser preso) e alguma pessoa de nossa sociedade que rouba para comer. Calma, eu não estou defendendo nenhum ladrão e nenhum bandido, estou apenas aceitando o fato de ser uma verdade.
       Uma coisa muito importante, esse livro mostra a hipocrisia da sociedade, quer ver eu provar? Quem aqui empregaria um ex-presidiário? Imagino que pouquíssimas pessoas, portanto como você quer que uma pessoa não volte a roubar se não arranja um emprego decente, como ela vai conseguir dinheiro? É estranho como uma história escrita a muito tempo atrás, pode tocar nos mesmos problemas sociais que estamos passando.
       É por esse e outros motivos, que eu amo literatura clássica, pois através dela eu vejo que a sociedade não mudou tanto ao decorrer das décadas.

                Espero que tenha gostado da resenha, e não se esqueça de seguir o blog e nosso twitter: Blog Leesoncre para assim ficar por dentro de mais atualizações, Beijos.


sábado, 10 de outubro de 2015

Saiu o nome do 5º livro de "A Seleção" de Kiera Cass

   OOOOOLÁÁÁÁ!!!!! Estou aqui hoje, agora e nesse exato momento, super ansiosa e super feliz, vindo dar essa noticia m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a. Mas como a notícia é muito rápida, o post será bem rápido.
   Bom, a maioria de vocês sabem que antes, "A Seleção" de Kiera Cass, era somente uma trilogia, mas a autora decidiu dar uma continuidade a história, e assim ao invés de ser uma trilogia, seria uma série, e para isso ela lançou o 4º livro "A Herdeira" e nisso ela nem falou ou provavelmente nem tinha o nome do 5º Livro. Mas para a alegria de muitos, o nome e sua tradução já estão disponíveis.

        Essa notícia foi ao ar no dia 08 de outubro, mas só fiquei sabendo hoje, porque estava muito desligada da internet. E para vocês céticos, que provavelmente de tamanha emoção, não estão acreditando na novidade, aqui está o link da editora, que está lançando a coleção, falando sobre o lançamento de "A coroa": Editora Seguinte, Bom, é isso, espero que todos tenham dinheiro para comprá-la, beijos e até mais.

domingo, 4 de outubro de 2015

Te Acordarás de Mi - Eiza

         Hola, como sempre, no final de semana eu indico duas músicas, mas hoje teremos uma surpresa que eu não falarei agora, mas enquanto eu preparo essa surpresa, vocês escutem essa música que é a primeira indicação da semana.


Se Lembrará de Mim - Tradução

Como pude arriscar tudo
Por seu amor que nunca existiria
Sua traição eu já a via
Pensava que não ia esquecer

Uma a mais de sua vida escondida
Suas mentiras sempre repetidas
As caricias tão vazias
Achava que eu não ia descobrir

Trancado em minhas memorias
Chorando por ti de longe e não, hoje já não
Você não é parte dos meus sonhos
Te deixo com seus jogos e vou

E não pense em voltar
Não volto a tropeçar
Nada disso faz sentido
Hoje te falam meus instintos

Não quero nem te olhar
Este é seu final
Você não cabe no meu sorriso
Eu vou fugir
Tão longe de ti

Se lembrará de mim
Já não me machuca, sai daqui

Corrigiu todas as suas manias
Tão ingenua você achava que eu era
A estrategia eu sabia
Sentiu que ia me afastar

Trancado em minhas lembranças
Chorando por ti de longe e não, hoje já não
Você não é parte dos meus sonhos
Te deixo com seus jogos e vou

E não pense em voltar
Não volto a tropeçar
Nada disso faz sentido
Hoje te falam meus instintos

Não quero nem te olhar
Este é seu final
Você não cabe no meu sorriso
Eu vou fugir
Tão longe de ti

Se lembrará de mim
Já não me machuca, sai daqui
Já não me machuca, sai daqui

Você, me fez pensar
Que iria me amar
Levando tudo menos meu coração

E não pense em voltar
Não volto a tropeçar
Nada disso faz sentido
Hoje te falam meus instintos

Não quero nem te olhar
Este é seu final
Você não cabe no meu sorriso
Eu vou fugir
Tão longe de você

Se lembrará de mim
Já não me machuca, sai daqui
 Daqui


      Por que eu te indico?: A primeira vez que eu escutei essa música eu já gostei dela, mas ela me atraiu mais, depois de um certo tempo, principalmente quando eu estava passando por uns problemas amorosos, essa música foi tocante, bom, espero que tenham gostado e até a próxima.